Lançamento de um estudo de pré-viabilidade de uma linha de VLT em Niterói

Lançamento de um estudo de pré-viabilidade de uma linha de VLT em Niterói
  •  
  •  
  •  
  •  
Bruno Almeida Maximino
CODATU
Chargé de coopération Brésil (2017-2019)
CODATU News Wednesday 6 December 2017

No
âmbito da cooperação técnica com o Estado do Rio de Janeiro, a AFD vai apoiar a Prefeitura de Niterói num estudo de pré-viabilidade de uma linha de veículo leve sobre trilhos (VLT).

Crédito: S. Medeiros

Niterói é uma cidade de aproximadamente 480 000 habitantes, sendo o segundo maior centro econômico da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A linha de VLT prevista pela Prefeitura faz integração com uma linha de Bus with High Level of Service (BHLS) e duas estações de barcas (que fazem a ligação entre Niterói e a cidade do Rio de Janeiro), passando pelo centro da cidade e os bairros das Praias da Baía, as regiões mais densas da cidade.

A CODATU foi solicitada pela AFD para a redação dos Termos de Referência, assim como para o acompanhamento técnico durante o desenvolvimento do estudo.

O estudo foi atribuído ao consórcio formado por Egis Rail, Egis Engenharia e Consultoria e Sinergia e será composto por três missões, cujos produtos compreenderão:

  1. uma análise da mobilidade da cidade de Niterói e da RMRJ, e uma estimativa da demanda por transporte;
  2. a identificação do eixo de transporte prioritário, a avaliação de traçados alternativos e a análise da escolha do modo de transporte;
  3. uma análise dos custos, a avaliação da viabilidade econômica, as dificuldades técnicas, os impactos e o faseamento da implantação, um estudo de inserção urbana, das possibilidades de financiamento e dos arranjos institucionais.

O estudo foi lançado aproveitando uma missão da especialista de transporte urbano da AFD no Brasil, Priscille de Coninck. A reunião de lançamento contou com a presença do Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, do Secretário de Urbanismo e de Mobilidade, Renato Barandier Jr., assim como de representantes do consórcio vencedor, da AFD, da CODATU e de outros profissionais da Prefeitura de Niterói.

A duração do estudo é de 5 meses, até abril de 2018. Os resultados permitirão avaliar a pertinência de se levar adiante estudos aprofundados para este modo de transporte inédito em Niterói.

Partenaires associés

Prefeitura de Niterói

Prefeitura de Niterói

Agence Française de Développement (AFD)

L’Agence Française de Développement (AFD) agit depuis soixante-dix ans pour lutter contre la pauvreté et  favoriser le développement dans les pays du Sud et dans l’Outre-mer. Au moyen de subventions, de prêts, de fonds de garantie ou de contrats de désendettement et de développement, elle finance des projets, des programmes et des études et accompagne ses partenaires du Sud dans le renforcement de leurs capacités.

Les transports constituent un secteur d’intervention traditionnel de l’AFD. Sur la période 2001-2005, l’Agence a mobilisé environ 164 M€ par an en moyenne pour la mise en œuvre de projets dans le secteur des transports (en incluant les projets de développement rural et urbain comportant des activités de transport).

Governo do Estado do Rio de Janeiro

La
planification et la gestion des transports urbains de la Région Métropolitaine du Rio de Janeiro sont sous la responsabilité du Secrétariat d’État aux Transports (SETRANS), de l’Agence Régulatrice des Services Publics Concédés de Transport Maritime, Ferroviaire et Routier de l’Etat de Rio de Janeiro (AGETRANSP) et de la Chambre Métropolitaine, attachés au Gouvernement de l’État du Rio de Janeiro.

EGIS RAIL

Egis
Rail regroupe toutes les compétences de transports urbains et ferroviaires d’Egis. Elle est déjà une des premières sociétés européennes d’ingénierie dans ce secteur.