CODATU participa do evento “Cidades do Amanhã”

CODATU participa do evento “Cidades do Amanhã”
  •  
Bruno Almeida Maximino
CODATU
Chargé de coopération Brésil (2017-2019)
CODATU News Tuesday 19 June 2018

A
CODATU foi convidada para participar do seminário “Cidades do Amanhã”, em Niterói-RJ, realizado no dia 07 de maio de 2018. O evento foi organizado pela Câmara de Comércio França Brasil do Rio de Janeiro no âmbito da 73ª Reunião Geral dos Prefeitos, este organizado pela Frente Nacional dos Prefeitos. O seminário tinha por objetivo discutir boas práticas na estruturação de projetos relativos à mobilidade urbana e à cidade inteligente (iluminação pública, eficiência energética etc.). Aproximadamente 150 pessoas passaram pelo seminário durante a tarde de apresentações.

Bruno Almeida Maximino, chefe de projeto da cooperação técnica no Brasil, interveio no painel de cases de soluções inovadoras em mobilidade urbana e apresentou a assistência técnica dada no desenvolvimento do estudo do VLT de Niterói. Tal estudo é realizado no âmbito do apoio da AFD à Prefeitura de Niterói. Bruno explicou o tipo de assistência técnica que a CODATU pode dar às cidades brasileiras, principalmente quando da definição e da estruturação de um projeto de mobilidade e durante o desenvolvimento do estudo pelos consultores. Também foi apresentada a ferramenta FEXTE (Fundo de Expertise Técnica e Troca de Experiência), que permite a AFD financiar cooperações técnicas e estudos de pré-viabilidade. No Brasil, é justamente a fase de préviabilidade que é negligenciada pelo poder público, por falta de tempo e de fundos disponíveis. São justamente estes estudos que possibilitam identificar, desde a montante do projeto, os obstáculos técnicos e os riscos do projeto de transporte.

A apresentação foi realizada em conjunto com Alexandre Seixas, consultor da Egis, empresa responsável pelo estudo, que focou em esclarecer as diferenças entre os sistemas VLT e BRT. O primeiro tem o intuito de atrair usuários do transporte individual para o transporte coletivo e, também, promover a qualificação urbana no eixo. Já o BRT tem foco maior na capacidade de transporte.

Partenaires associés

Agence Française de Développement (AFD)

L’Agence Française de Développement (AFD) agit depuis soixante-dix ans pour lutter contre la pauvreté et  favoriser le développement dans les pays du Sud et dans l’Outre-mer. Au moyen de subventions, de prêts, de fonds de garantie ou de contrats de désendettement et de développement, elle finance des projets, des programmes et des études et accompagne ses partenaires du Sud dans le renforcement de leurs capacités.

Les transports constituent un secteur d’intervention traditionnel de l’AFD. Sur la période 2001-2005, l’Agence a mobilisé environ 164 M€ par an en moyenne pour la mise en œuvre de projets dans le secteur des transports (en incluant les projets de développement rural et urbain comportant des activités de transport).